Ato dia 18 de maio reafirma a Luta Antimanicomial em São Paulo

Image

Por volta das 15h30 desta sexta-feira, a avenida Paulista, geralmente palco de protestos dos mais variados, recebeu uma manifestação pelo Dia Nacional da Luta Antimanicomial. A data comemorativa relembra um episódio na saúde brasileira considerado o estopim para o fim dos manicômios: a Reforma Sanitária Brasileira.

A caminhada é realizada no dia 18 de maio por um motivo especial. Neste mesmo dia, só que em 1987, ocorreu o chamado Encontro dos Trabalhadores da Saúde Mental, na cidade de Bauru, no interior de São Paulo. Esse encontro deu origem à Reforma Sanitária Brasileira, que, por sua vez, resultou no SUS (Sistema Único de Saúde). Foi através do SUS que os CAPS (Centros de Apoio Psicosocial), substitutos dos manicômios, formaram-se.

Foi há apenas 11 anos que o Brasil instituiu, por meio da Lei 10.216/01, a Reforma Psiquiátrica. Ela foi a responsável, de acordo com o Ministério da Saúde, por dar um fim aos tratamentos psiquiátricos cuja internação hospitalar em manicômios era a única saída. Dos manicômios, a atenção aos brasileiros com transtornos mentais passou a ser oferecida por uma rede integrada de assistência.

De acordo com a CET, a caminhada começou no Masp (Museu de Arte de São Paulo), na avenida Paulista, percorreu a Dr. Arnaldo e chegou ao seu destino final, na avenida Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, na zona Oeste. Por ter sido na parte da tarde, a manifestação não causou lentidão considerável, segundo o órgão.

Fonte: Terra

Por Juh Sousa
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s